07 de Setembro de 2008















Este Blog irá permitir-me escrever o que estará transcorrendo durante estes 36 dias em que estarei atravessando a Espanha, percorrendo a tão falada trilha conhecida como CAMINHO DE SANTIAGO. Serão pouco mais de 800 km atravessando montanhas e vales, vilarejos e cidades históricas , pernoitando nas precárias condições dos albergues, encontrando os mais diversos tipos de pessoas. É um extremo esforço físico e uma fantástica experiência espiritual. O Caminho de Santiago de Compostela é uma famosa peregrinação que vem sendo feita à séculos através do norte da Espanha. Dizem que ele fica diretamente abaixo da Via Láctea e segue linhas que refletem a energia dos sistemas estelares acima dele. O Caminho seguindo estas linhas , começa na França numa cidade chamada San-Jean-Pied-de-Port , atravessa os Pirineus e segue de leste para oeste pelo norte da Espanha até alcançar uma Catedral requintada e muito famosa chamada Santiago de Compostela, onde estão enterrados os restos de São Tiago , um dos doze apóstolos de Jesus. Os peregrinos vão fazer por diversos motivos este caminho; uns vão em busca do auto conhecimento , outros vão pela religião , alguns vão pelo desafio e aventura e tem os que vão em busca da espiritualidade e também do misticismo. Eu preferi buscar a espiritualidade em vez de aderir a religião, e também , o que me interessa no Caminho são as linhas de energia em si , assim como o desafio de caminhar sozinha por oitocentos quilometros , apenas com uma mochila nas costas pesando 6 kilos. Acho que estou levando muito peso , porém não consegui diminuir mais que isso , pois tenho que levar roupas para que meu corpo resista às temperaturas mais variadas que vão de +- 30º à 0 graus ; pegarei o finalzinho do Verão e o começo do Outono. Dizem os que já foram , que cada grama na mochila se transforma em toneladas após algumas semanas , sendo assim é comum os peregrinos irem deixando pertences pelo caminho para aliviar o peso , o que os torna mais humildes e desprendidos dos bens materiais.
Espero que este Caminho seja para mim , a jornada programada pela minha alma e que meu espírito o tornará mais belo, harmonioso, inesquecível...se Deus assim o quiser!
É para mim um grande prazer , receber sua visita e seus comentários !
levarei no coração todos meus amigos, meus parentes ,minha família, minha mãe querida e minhas filhas tão amadas!
Jane Carol


Mapa do Caminho Francês ! Click 2 vezes sobre o mapa para visualizá-lo em tamanho maior OK?
09 se Setembro de 2008 Relato do Caminho




Ao chegar em Pamplona fui recebida pelo Juan , taxista que me levou até San-Jean-Pied-de-Port na França. Eu já havia contactado ele do Brasil. Foi mais tranquilo para mim chegar na Espanha com alguém me esperando. E lá estava ele no aeroporto, com uma plaquinha nas mãos , e meu nome escrito nela. "Ufa !!! que bom ... estou salva ...pensei! ". Foi um percurso de 100 km até chegar na linda cidadezinha da França chamada San-Jean-Pied-de-Port. A viagem foi linda , atravessamos a cordilheira dos Pirineus que separa a Espanha da França. Era tudo novo para mim, Juan deu-me conselhos lindos ... ele falou que o peregrino deve caminhar olhando a natureza , escutando o silêncio , o barulho do vento ... o peregrino deve abraçar as árvores e sentir tudo que está acontecendo no momento. Agindo assim , irá absorver toda a energia que precisa para chegar ao final , pois aquele peregrino que só olha para o chão e pensa em chegar rápido nos Pueblos provavelmente não conseguirá terminar o caminho, pois o que dá forças ao peregrino é sentir a energia , é vivenciar cada passo dado , sentir o vento , olhar as arvores e escutar os sons da natureza. Disse-me também para eu não ter pressa em chegar , que eu devo ir parando , descansando apreciando e sentindo tudo... adorei escutar tudo isto ... Não me esquecerei de nada...farei meu caminho desta maneira!
Juan deu-me de presente uma Concha também chamada de Vinhedo (símbolo dos peregrinos), e deixou-me em frente ao Albergue dos Peregrinos ...
Todo o peregrino carrega em sua mochila ou pendurada no pescoço uma concha
Daí para frente era comigo mesma !!!



SAN-JEAN-PIED-DE-PORT



Eu estava apavorada !!! sozinha , somente com uma mochila , escutando aquele povo a falar em francês, com uma caminhada de 820 km pela frente ... ohhhhhhhh meu Deus !!! o que vai ser de mim !!!
09 de Setembro de 2008

San Jean Pied de Port é a primeira cidade da rota francesa do Caminho de Santiago. Muitos peregrinos pulam esta etapa e começam a caminhada por Ronceswales , para livraren-se da temida subida dos Pirineus. Amanhã começarei esta subida...ufa!!!



09 de Setembro de 2008




Este é o Albergue de Peregrinos em San-Jean-Pied-de-Port na França, estou colocando o primeiro carimbo na minha credencial.

A Credencial do Peregrino é um documento obrigatório que todo o peregrino deve ter para ter direito a hospedar-se nos albergues. A intenção com isto é a de não permitir que turistas ocupem os albergues , e também para que o Peregrino receba o Certificado quando chegar em Santiago.


É uma honra e emoção para nós , cada carimbo que recebemos.
Optei , ficar numa pensão neste primeiro dia e não no albergue. Acho que fiz bem , quero descansar da viagem , devo me cuidar bem pois amanhã começarei meu Caminho.
A pensão é uma casa antiga , o quarto bem simples , porém muito limpinho ! tomei um banho muito gostoso com água quente!
Saí para comer e conhecer a cidade! inevitavelmente entrei na igreja... nesta horas é bom uma igreja !!! entrei ofegante , mil pensamentos , olhando para todos os lados e para as belezas da arquitetura e pinturas góticas ... mas pouco a pouco fui deixando-me envolver por uma suave melodia tocada no teclado do órgão, a penúmbria daquele recinto e a energia que senti , levaram-me a ajoelhar em frente da imagem da Virgem Maria com seu Meino Jesus no colo ... fiquei ali olhando para ela ... não sabia o que falar , nem o que pensar . A emoção foi tomando conta e eu me entreguei àquele momento e chorei...
Depois , acendi uma vela e pedi proteção.
Foi difícil dormir , me virei de um lado paro o outro na cama a noite toda e vi desesperada as horas passarem sem conseguir um sono continuo.
11 de Setembro de 2008


Albergue de Orissom

Saí ontem pela manha de SJPP !
Caminhando pelas íngremes subidas , ia pouco a pouco, deixando para traz, a linda cidadezinha francesa, já com saudades.
Ao passar pelo pequeno pórtico que dá início ao Caminho, não pude deixar de parar e sentir a emoção que estava tomando conta de mim!
Estava eu ali , a um passo para iniciar este caminho, que espero , seja a experiência mais profunda de minha vida! Fiquei ali parada, por um tempo , prestando atenção no que estava se passando em meu corpo! a respiração acelerada , o coração batendo forte e as lágrimas a molhar meu rosto! não me importei com o tempo que fiquei ali parada , quis sentir e perceber toda aquela emoção , era uma sensação de incerteza e de alegria , medo e coragem...pensei em todos que amo , nas minhas filhas , na minha mãe , na família toda , nos meus amigos...queria que todos estivessem ali junto comigo...lembrei do incentivo que me deram e agradeci a Deus por ter tantas pessoas que gostam de mim! pedi bençãos para cada uma delas...não conseguia controlar meu choro , e foi assim que iniciei o meu Caminho... estava começando ali , naquele momento, o meu Caminho para Santiago de Compostela!
A primeira etapa da subida dos Pirineus, foi uma experiência única e maravilhosa. À medida que ia subindo, as paisagens ficavam cada vez mais lindas , eu ia vendo e admirando, toda a Cordilheira que separa a França da Espanha.










Pirineus

Foram 9 km de subida, até que parei num refugio chamado Orissum, só existe esta casa ali e o ambiente e visual, não poderiam ser mais lindos. As fotos que tirei irão mostrar!










Refúgio de Orisson - Pirineus

Os quartos deste refugio já estavam todos reservados quando cheguei em SJPP , pois era de lá que deveriam ser feitas as reservas ,visto que o local é bem pequeno. Muito gentilmente, o dono do refugio falou por telefone comigo, explicando, que iria dar um jeito de colocar uma tenda no lado de fora do Refúgio, para eu poder dormir!... agradeci e fiquei muito contente, porque se não desse para eu dormir ali , teria que ir direto para Ronceswales , e seria uma caminhada de 27 km de subida num dia só ! não queria me desgastar tanto, já no primeiro dia!...tudo bem , achei até muito bom dormir numa barraca , mas chegou à noite e ele veio se desculpar, dizendo que não tinha mais a tenda para mim , mas que, após o jantar, ele providenciaria um quarto (oba ! um quarto! melhor que a encomenda , pensei!!!). O jantar foi divertidissimo , uns trinta peregrinos mais ou menos , um de cada país. Já conheci meus primeiros amigos ali. O festival de mímicas foi impressionante.
Após o jantar veio o dono falar comigo , explicando que tinha somente um colchão, e que colocaria no chão da lavanderia, junto com outras duas peregrinas, que também tiveram a mesma sorte que eu!!! Vocês não imaginam a noite que passei... tinha duas máquinas de lavar roupas enormes , programadas ... volta e meia elas ligavam e desligavam... e tinha também , uma secadora... cada susto que me davam ! ... isto não levando em conta os varais cheios de roupa. O colchonete que me deram, era de água , bem fininho e de madrugada ele começou gelar , pois a lavanderia ficava no porão e o chão era de lajotas. Não possuia janelas no local , deixei a porta um pouco aberta para ventilar e depois de um tempo fiquei com medo que entrasse alguma cobra , Não consegui dormir , e quando deu 4:30 horas fui lá para fora.
Foi a melhor coisa que eu fiz...!
O espetáculo que vi, compensou tudo o que passei naquela noite.
A lua estava crescente, quase cheia, e as estrelas do céu tinham um brilho que nunca vi igual , as montanhas estavam em cima das nuvens e o luar fazia com que as nuvens se iluminassem lá embaixo...!









Orisson - Pirineus

Foi um presente de Deus para mim ! só pode ser...! fiquei ali , olhando aquele espetáculo e chorando de emoção . O impressionante foi que não fiquei cansada hoje ... eu acho que este presente me encheu de energia! o restante do caminho até Ronceswales (onde estou agora) foi uma subida de 19 km.
Não tem palavras que definam tanta beleza. Levei o dia inteiro para caminhar estes 19 km ...ia parando a cada instante e tirando fotos ou simplesmente admirando! Os rebanhos de ovelhas emitiam os sons dos sininhos, que elas tinham no pescoço, parecia uma musica! tirei fotos lindas , a subida foi extremamente cansativa , a cada 50 mtrs, eu precisava parar, para desacelerar os batimentos cardíacos e estabilizar a respiração.
Eu estava caminhando em cima das nuvens. Foi muito lindo.,O dia estava muito quente , mas a medida que fui subindo, começou esfriar e ventar muito.










Pirineus




Agora estou num Albergue de Peregrinos , que já tem muita historia para contar , colocarei depois no meu diário. Meu tempo está acabando, usa-se o computador com a colocação de moedas, e tem outros peregrinos querendo ler seus e-mails. Vou jantar e depois vou assistir a famosa missa com a benção dos peregrinos.Até qualquer hora , beijos a todos
Saudades
É impressionante como a saudades é forte aqui. Choro cada vez que leio alguma mensagem! Nao posso responder a cada uma pois meu tempo é curto.Amo todos voces!Beijos

Os Pirineus são uma cordilheira no sudoeste da Europa , cujos montes formam uma fronteira natural entre a França e a Espanha!
12 de Setembro de 2008


Tantas coisas têm acontecido comigo , é muito difícil descreve-las em tão pouco tempo. As experiências com os albergues são incríveis , ontem mesmo quando cheguei em Ronceswales , tinha a intenção de ir dormir num Hostel pois estava muito cansada , queria ficar sozinha... mas quando cheguei , vi que meus amigos estavam na fila do albergue dos peregrinos guardando um lugar para mim pois tinham chegado antes ; não tive coragem de deixa-los ali , então fui parar no maior albergue que existe no caminho, são 100 beliches num salão único , os banheiros eram no piso de baixo , parecia vestiário de piscina de clube, foi uma experiência muito boa para mim vivenciar aquele ambiente.
Falavam-se todos os idiomas , foi um tremendo festival de roncos durante a noite , começava num canto , passava por todo o salão e terminava em outro (rsrsrs) , fomos jantar todos os amigos num restaurante, este é sempre o momento mais divertido do caminho , o vinho é da melhor espécie e serve-se a vontade, os assuntos são os mais diversos , porém é um festival de mímicas, precisava filmar para ver, tinha alemães , franceses , coreanos, ingleses ,todos na mesma mesa com vontade de conversar.
Depois de tanto vinho fomos na missa da benção dos peregrinos ...ninguém conseguiu ficar quieto dento da igreja, todos estavam muito alegres...mas pouco a pouco os peregrinos foram se calando pois a missa foi muito emocionante, o padre falou em vários idiomas e citou todos os países representados por peregrinos ali naquele dia, eles têm este controle por causa das credenciais que apresentamos nos albergues, quando ele falou que tinha uma peregrina do Brasil me emocionei e tive vontade de gritar para todos ouvirem SOU EU , SOU EU ,SOU EU a peregrina brasileira ... rsrsrsrs .
O caminho tem se mostrado maravilhoso , não tenho sentido o cansaço que pensei iria sentir. Tenho passado momentos incríveis que não consigo transmitir agora pois estou num bar e o ambiente está barulhento.
Hoje me perdi , acabei caminhando uma hora a mais e coisas bem misteriosas aconteceram neste ínterim , tenho que anotar tudo isto para não esquecer...amanhã vou para Pamplona e espero poder enviar algumas fotos.´
Tenho chorado e rido muito , as emocões balançam de um lado ao outro. Hoje caminhei através de verdadeiros túneis de floresta , subidas e descidas , peguei chuva , frio , calor , caminhei no barro , subi e desci morros... a kilometragem não rende pois aqui em certas regiões para fazer 1 km demora-se muito.
O silencio em certos lugares me impressiona, o barulho do vento , dos pássaros...tudo isso me toca a alma. Estou adorando tudo aqui .
Hoje estou em Zubiri num albergue cheio de japoneses , estão todos perto de mim , daí que não entendo nada mesmo ! Vou jantar agora e tomar vinho na companhia de um casal de brasileiros que encontrei.
Beijos a todos

RONCESWALES





As pedras do Caminho!


.
Minhas filhas queridas , continuem puxando lá de Santiago a cordinha que está amarrada em mim , como combinamos ok??? mas comessem a puxar mais forte , porque hoje foi muito difícil a caminhada. Estou quebrada!
A chuva começou ontem e só parou quando cheguei em Pamplona. Durante o dia inteiro caminhei sem poder parar para descansar pois a chuva não deixava. Passei por parques que seriam um oásis para uma peregrina exausta , (se não fosse a chuva) com muita grama , riachos e árvores frondosas; tudo muito lindo e muito bem cuidado.
Durante este trecho Zuburi/Pamplona não há lanchonetes para se fazer lanches , só pude comer as barrinhas de cereal e castanhas que tinha na mochila, minha garrafa de água esqueci num único lugar que havia no caminho para o peregrino ir ao banheiro(rsrsrs). O caminho foi interminável. Não tem lugar no meu corpo sem dor.
Tenho feito amizades incríveis e tenho me sentido mais segura , pois ontem me perdi feio , entrei numa trilha sem perceber que era o caminho antigo para Santiago ,e neste caminho, as subidas eram dificílimas e o caminho era muito estreito só dava para por um pé na frente do outro pois o mato fechava-se. O pior de tudo é que eu encontrava a sinalização(antiga) então pensava estar no caminho certo. Depois de muito caminhar sem escutar peregrino nenhum na frente nem atras e já fazia um tempo que não encontrava sinais , parei desolada , me apoiei no cajado (ferramenta indispensável para o peregrino) e pensei em voltar a fim de encontrar alguém...foi ai que levantei a cabeça e bem na direção de meus olhos numa árvore a menos de um metro de mim tinha um sinal mostrando que eu estava na direção certa, chorei quando vi aquilo , dei um beijo na árvore e segui ; foram mais uma hora de caminhada por ali e entrei numa cidade , tomei um bom café com bocadilho e continuei caminhando . O espanto foi total quando passei em frente a um cemitério que já havia passado antes . Não quiz acreditar ...tinha me perdido e retornado para o mesmo lugar , a sinalização era do caminho antigo, foi aí que encontrei o casal de brasileiros e perguntei se eles não haviam passado por um cemitério igualzinho aquele , ainda não queria acreditar que tinha dado uma imensa volta dentro de uma floresta de mata fechada e com sinalização que me fazia acreditar estar certa.
O peregrino deve estar sempre atento , pois tem lugares que é fácil se perder.Mas tudo vale quando se está preparado para vencer qualquer dificuldade.
Aprendi a ficar mais atenta.
Saída de Ronceswales!


Como tem gente louca neste mundo...!!!!!!


.
13 de Setembro de 2008



De Zubiri a Pamplona.Só Chuva...!!!!

.
Detalhes

A comida aqui na Espanha é muito gostosa. Em todas os Pueblos os restaurantes servem o prato peregrino .
É assim: uma entrada tipo salada de macarrão ou sopa . O prato principal pode ser peixe com batatas ou carne com batatas e de sobremesa , frutas ou sorvete ou yogurt . tudo isto regado com vinho e agua a vontade . Sempre o tempero é muito bom , o povo europeu gosta muito do peregrino e prepara suas refeições com carinho. Durante o dia o peregrino não almoça , mas come muito bem também: eu prefiro comprar logo cedo ou na noite anterior maçã , frutas secas , castanhas e água mineral. Existem muitas bicas de água para servir os peregrinos e a água é muito boa , porém não estou querendo descuidar da saúde.








15 e Setembro de 2008


As experiências do Caminho têm sido muito profundas , tenho visto lindas paisagens pois estou na região de Navarra onde tem muitas montanhas, Tenho tido todos os dias alguns momentos muito emocionantes.
Hoje por exemplo , caminhei por uma região com muitos parrerais . Milhares de pés de uvas que produzem o melhor vinho tinto de Navarra.
Os peregrinos podem se servir e comer a vontade os grandes cachos de uva , o que promove ao peregrino uma sensação prezeirosa de poder comer a uva tirando-a do próprio pé e come-la enquanto caminha.
Tive uma experiência especialmente profunda hoje ao colher um cacho desta uva: lembrei-me muito de meu pai (já falecido). Segui emocionada sentindo a presença muito forte dele comigo . caminhei assim por uns dois km até chegar num Pueblo chamado Cirauqui .
Vi então uma igreja muito linda , estilo castelo medieval , toda construída com pedras. Desviei-me do caminho, subi uma ladeira imensa e fui lá perto com a intenção de bater uma foto.Quando cheguei lá, exatamente embaixo da torre que tinha dois enormes sinos , ele começaram a badalar pois era meio dia ( eu não sabia),tocaram as doze badaladas e a surpresa foi tão grande que além das doze badaladas eles (os sinos) tocaram também uma musica. O som era muito forte (consegui gravar) pois eu estava logo abaixo deles! Não resisti e comecei a chorar ! mas a chorar mesmo ! a beleza daquele momento foi muito grande!fiquei ali parada com as lágrimas a molharem meu rosto e lembrando mais fortemente de meu pai.
Não pude entrar na igreja pois estava fechada, então , agradeci a Deus por aquele presente , me virei vagarosamente e comecei a descer a ladeira e neste momento em que estava indo embora novamente os sinos tocaram , desta vez sem a musica , como se despedindo de mim.
Chorei durante mais 4 km tendo também lembranças de minha vida com meu pai...! são estes momentos que o caminho oferece ao peregrino... após este trajeto , entrei num caminho com plantações de chá de camomila , e as borboletas que vi eram inúmeras ... davam voltas em torno de mim , eram de muitas cores e assim continuei meu caminho alegre e feliz apesar do cansaço e das dores no corpo.
Estou em Estella agora, vou jantar com meus amigos !

16 de setembro de 2008


E o caminho continua , sempre à oeste em direção a Santiago de Compostela!
hoje foi muito cansativo o caminho , o sol estava forte e estou me afastando das montanhas . Os últimos 10 km que fiz hoje foram praticamente sem sombras para parar. Segui hoje de Estella para Los Arcos.
O detalhe importante foi que havia uma fabrica de vinho no caminho , e lá tinha uma fonte com duas bicas , uma servia água e a outra vinho ! imaginem a festa da turma ! os peregrinos podiam servir-se a vontade. Só aqui mesmo para acontecer isto não é mesmo? As vezes perco alguns amigos por um ou dois dias porque param em Pueblos diferentes e de repente quando nos encontramos ficamos tão contentes como se estivéssemos encontrando nossa família...verdadeiramente felizes!
O peregrino tem tão pouco e torna-se tão desprendido de outras coisas como trabalho e bens materiais que para ele um amigo torna-se um tesouro de alto valor! nós nos damos força para irmos em frente! é tudo que temos de valor!os vários idiomas são misturados e nos vemos falando um pouquinho de varias linguas ao mesmo tempo , chega ser uma comédia!
O Caminho passa a ser uma excelente escola de idiomas .

Estou espantada com meu estado físico , tenho ficado muito cansada mas quando chego no albergue no final do dia e tomo um banho quente , recobro toda a minha energia.
Adquiri esta forma toda com o auxilio da pratica de Pilates , o "Autentic Pilates" fiquei sabendo está inaugurando hoje sua nova casa na Lamenha Lins. Agradeço à minha professora que incansavelmente me preparou para esta caminhada. É comum durante a caminhada eu parar e rever minha posição : Abdomem contraido , bumbum para dentro , peito aberto e cabeça levantada ...até já ensinei para meus amigos! obrigada Cecilia . Desejo que vocês tenham muito sucesso! um abraço a todos vocês do Pilates e a todas minhas amigas dos jantares das mulheres do Pilates!

Tenho caminhado ainda por plantações de uvas e as borboletas , inúmeras delas , alegram minha alma! Estou amando tudo isto ! minha família tem se preocupado com meus pés : Tenho um Neoroma de Mortom em cada um deles , o nome é de dar medo , mas resume-se a um nervinho entre os dedos que inflama , e dói muito (isto deixa minha caminhada mais difícil).
Nestas horas tenho que parar e fazer massagem e depois prosseguir. Fui bem instruída e cuidada por uma médica especial , destas que na vida da gente aparecem no momento exato e só nos fazem bem. Estou tendo o cuidado de não deixar meus pés úmidos durante o dia , por isso uso meias especiais , desta maneira espero me livrar das bolhas, à noite passo nos pés ¨pomada de arnica¨ , e durante toda a caminhada e mesmo quando estou nos albergues uso Palmilhas especiais.
Com toda esta preparação tenho mais é que chegar lá!!!
17 de Setembro de 2008



Tenho tantas coisas para contar, mas o tempo é muito curto pois sempre tem um peregrino perto esperando a vez de usar a internet e me tirando a concentração.
O cansaço está muito grande , fiz hoje 27 km por caminhos difíceis e outros fáceis, agora estou em um vilarejo chamado Logroño com dores pelo corpo todo.
Não tem lugar do corpo que não me doa! nem alongamento adianta!estou tomando relaxante muscular para aqüentar. Mas pelo menos uma passagem de hoje tenho que contar para vocês:

Saí cedinho do albergue da cidade de Pontes La Reina apreciando o amanhecer lindo com tons de cores que variavam do azul e chegavam no rosa ; a lua cheia me acompanhando , assim foi o inicio de um dia inteiro de caminhada. O caminho não é só festa não , as caminhadas são realmente difíceis e as dores vão aumentando a cada dia ! vocês imaginem então 3 peregrinos que se encontraram pelo caminho entrando na cidade de Viana , faltando 10 minutos para 13:00 , exaustos por terem feito até então 20 km ... morrendo de calor ,com mochilas nas costas , chapéus na cabeça ,com fome , sede, dores no corpo, se apoiando nos cajados e conversando por mímicas ; distraídos , porém prestando atenção nas setas amarelas ( era eu e dois alemães) Passamos por uma praça de toros com arquibancadas prontas e enfeitadas , a rua principal estava toda enfeitada de bandeirinhas , um corredor de casas antigas que formavam um paredão.
Nas muitas sacadas tinham pessoas olhando para nós , comecei perceber certos homens vestidos com camisas vermelhas e calças brancas, nas ruas. As pessoas que não estavam nas sacadas se aglomeravam em lugares altos ou em muros.
Mais à frente havia uma mini banda de músicos que logo começou a tocar músicas muito animadas. Falei em tom de brincadeira que só faltava aparecer touros por ali ! e foi o que aconteceu! a cidade estava em festa e haviam soltado os touros ainda mansos para se apresentarem antes das touradas que iria acontecer à noite! as ruas que os touros passam , ficam abertas para quem quizer correr dos touros , são verdadeiros paredões com sacadas. E lá vieram os touros , não estavam furiosos ainda , mas eles eram tão grandes que bastou para que nós (daquele jeito que pedi para vocês imaginarem) , saíssemos correndo em direção ao pátio da igreja onde estavam outros peregrinos kkkk todos olhando para nós e dando rizadas kkkk.
Era cena de comédia! pena que ninguem filmou...kkkk

Apreciei um pouco daquela festa e segui meu caminho .Embora o cansaço esteja extremamente forte não poderia deixar de fazer vocês rirem um pouquinho. Acontece de tudo mesmo por aqui.
Vou agora dormir , acabei de jantar , a cidade de Logroño é muito bonita , a vontade que tenho é de ficar passeando mais pelos calçadões do centro bem próximo do albergue.
Tentarei passar uma boa noite , sempre deito com esta esperança , mas acontece sempre o contrário. Passo a noite toda à procurar meus tampões de ouvido que perco cada vez que me viro de posição.
Tenho que inventar uma forma de não perde-los durante a noite porque achá-los no escuro não é fácil! Se fosse escrever tudo o que tem acontecido , não sairia do computador. Tenho entrado numas igrejas lindas que são de arrepiar, a energia nestes lugares é tanta que chego perder a noção do tempo la dentro. Quando puder envio mais fotos para vocês tá?
18 de Setembro de 2008


Cheguei em Logroño hoje depois de uma caminhada de 30 km.
Foi um dia especialmente triste . A dor do corpo e o cansaço físico passaram despercebidos perante tristeza de deixar meus amigos para trás.
É impressionante como nós peregrinos nos apegamos em pouco tempo aos amigos. Já no inicio de minha caminhada , numa subida íngreme nos Pirineus, quando estava recuperando minha respiração passou por mim um coreano quase lambendo o chão de tão arcado por causa da subida e nos comprimentamos quase não conseguindo falar . Logo à noite quando nos reunimos para o jantar no refugio de Orissom , ele (o coreano) mais dois alemães , tornaran-se meus amigos ( de mímica) pois entendiam muito pouco o inglês e muito pouco o espanhol.
Este Coreano passou a nos chamar de : The Orissom Family , Junto com eles fiz amizade com uma austríaca que ficou para traz por caminhar mais devagar, conheci um casal de brasileiros que ficaram em Viana para ver as Touradas a noite , uma outra amiga da Noruega ficou em Viana por estar com tendinite , um de meus amigos alemães está com uma bolha do tamanho do calcanhar inteiro e uma bolha de sangue sob esta. Acompanhei ele até a farmácia antes de ontem e ajudei ele a tratar da bolha. Enfim , nas duas ultimas noites quando nos encontrávamos nos descansos da caminhada e nos albergues era só festa. Saíamos juntos para conhecer os Pueblos e jantávamos todos juntos tomando sempre o melhor vinho da Espanha acompanhado do Menu Peregrino.
Hoje tive que deixa-los para traz! o tempo que eles têm para caminhar é bem maior que o meu, por isso pararam em Ventosa, estavam muito cansados e eu segui para Nájera 10 km a frente.
A nossa despedida foi muito triste ,pois sabíamos que não haveria chance de nos encontrarmos mais.
Aqui no caminho , os vilarejos são próximos um do outro e em quase todos têm albergues, então é muito fácil se perder dos amigos . Segui sozinha minha caminhada e nunca havia sentido uma sensação de abandono e solidão maior que a que senti hoje. Os sentimentos se potencializam no caminho. Segui chorando por todo o restante da caminhada (10 km) pensando no valor das amizades. Tive a oportunidade de pensar nos amigos que me marcaram a vida , desde a infância , e chorava cada vez mais.
Pensei muito na riqueza que representa ter um amigo verdadeiro nesta vida , no que seria minha vida se não fossem os amigos que tenho. Pensei em duas grandes amigas que já morreram , ou melhor, passaram para uma outra vida , senti a presença delas comigo ! a minha emoção foi muito forte. Entrei numa igreja extremamente bonita que não existem palavras para descrever toda aquela beleza! e pedi por todos os meus amigos , conhecidos e pessoas que de uma certa forma fazem parte de minha vida. Gostaria de dar um abraço em cada uma dessas pessoas . Como é bom ter um amigo para abraçar.
Quando cheguei em Nájera , onde estou agora , fui recebida com uma festa promovida pelo Albergue por ser o terceiro dia de feriado pela padroeira da cidade Nossa Senhora de Rioja. Havia uma mesa grande para os peregrinos saborearem uma deliciosa Paeja e o bom vinho espanhol. Apesar da tristeza e da sensação de solidão tenho uma alegria na alma de poder ter a certeza que tenho no Brasil amigos de verdade. Não paro de chorar. Amo todos vocês! seguirei amanhã meu caminho , não sei ainda onde vou parar. Por outro lado foi bom ter continuado sozinha , pois já estava ficando cômodo para mim não prestar atenção nos sinais , meus amigos sempre sabiam onde era o Albergue , onde era o melhor Menu Peregrino , onde era o local em que tomaríamos o café da manhã , sem contar que por causa deles fiquei sem me perder por três dias. Tenho que direcionar minha caminhada sozinha , para aprender a tomar decisões . O caminho nada mais é do que um aprendizado de nossa vida . Sempre fui direcionada ...chegou a hora de tomar meus próprios rumos. Terei que voltar a prestar mais atenção nas setas do caminho para não me perder.


20 de Setembro de 2008

É incrível como este Caminho me prepara surpresas a cada dia. Não consegui me comunicar com vocês pois parei em Vilarejos muito pequenos. não havia Internet.Tenho caminhado muito estes últimos dias, são percursos extremamente cansativos por tratar-se de uma região conhecida por LA RIOJA , extensos caminhos sem atrativos sempre cercados de intermináveis plantações de uvas e girassois . Muitas destas terras estão sendo preparadas para novos plantios.Não tem árvores para que nós os peregrinos possamos descansar um pouquinho. O visual aqui é o contrario da região anterior chamada NAVARRA , linda , deslumbrante sempre volteada por montanhas e bosques encantados!




Muitos peregrinos durante esta etapa pegam ônibus pois não querem passar por esta experiência muito cansativa e deprimente.Esta etapa pelos campos de Rioja , terá uma duração de cinco ou seis dias mais ou menos. Segui sozinha este Caminho , num clima de introspecção , pensando em tudo e as vezes não pensando em nada , apenas sentindo as dores e o cansaço. Porém , ontem quando cheguei em Santo Domingo de La Calzada , vi a cidade em Festa , era dia da Padroeira da Cidade ( parece que a Espanha está sempre em festa!) fui em frente passando pela cidade sendo conduzida pelas setas amarelas e fui parar na praça central onde o povo estava reunido esperando uma procissão que já estava chegando. Vi uma igreja grande e entrei para conhece-la. Quando pisei dentro da igreja pela porta lateral uns galos começaram a cantar. Havia lá dentro um altar com uma gaiola bem grande com dois galos vivos . No interior da igreja haviam varias pessoas e uma senhora me falou : ¨Peregrina , os galos cantaram quando pisaste aqui - é sinal de muita sorte¨
Agradeci e escutei a historia dos galos que é bem bonita sobre um galo e um milagre que acabou virando a tradição da cidade ( outra hora conto)... então, qdo um peregrino entra na igreja e o galo canta é sinal de muita sorte. Bom , fui aqradecer aos galos por terem cantado para mim né? saí muito feliz em direção a GRANOM! mais 8 km. Um cansaço tão grande que não sei nem como consegui caminhar ... mas lembrava dos galos e ia adiante.
Nem imaginava o que me esperava em GRANON!!!

Granon é uma cidadezinha muito pequena e tem muita energia espiritual. Existe um pequeno Albergue junto à uma Igreja do século XVI que está sendo restaurada. Era minha intenção dormir nesta cidade pelo alto poder de energia que ali tem e também por ter feito uma caminhada de 30 km.
Ao chegar , o hospitaleiro me informou que o albergue já estava lotado , mas eles não deixam nenhum peregrino sem teto. Me ofereceu então um lugar no chão da igreja em um colchonete. Aceitei ... me explicou que esta igreja estava em reforma e teria muito cheiro de cimento e pó lá dentro... disse a ele que não teria problema... ele ainda me falou que devido à reforma não tinha água quente , o banho teria que ser com agua fria... tudo bem , que seja!!! agradeci à ele e fui me instalar! tomei meu banho gelado (uiiii...) levei meu colchonete e minha mochila para dentro da igreja e escolhi um local para dormir entre a mesa do altar e o altar grande que tem o sacrario. Todos os altares e santos estavam cobertos com grandes plásticos devido à reforma , mas dava para ver que as madeiras dos altares eram todas pintadas com ouro. Lindo demais. Os bancos da igreja não estavam lá , no lugar deles havia pilhas de andaimes de ferro desmontados e vigas de cimento. Todo o chão da Igreja é de madeira. Dava para perceber embora já estivesse escuro lá dentro , os lindos detalhes da arquitetura. Para minha surpresa chegou também ali , uma amiga brasileira que eu havia conhecido nas primeiras etapas do Caminho , foi muito bom , ela ficou dormindo também ali no altar. Chegaram outros dois peregrinos e se instalaram abaixo logo que terminava os 5 grandes degraus antes da mesa do altar. E por último , três peregrinos instalaran-se lá em cima no Coro onde tem o órgao!
O hospitaleiro fez um jantar delicioso para todos nós e depois do jantar fizemos uma oração dentro desta igreja . Chegou a hora de dormir!!! Somente com as luzinhas das mini lanternas , eu e Estela nos instalamos. Achei que iria finalmente ter uma noite dos deuses , achei que aquele ambiente cheio de energia e todo o meu cansaço iriam me fazer desmaiar ! E começou minha noite , me viro para um lado , para outro , o saco de dormir atrapalhando , o colchonete duro , sem travesseiro... eis que um peregrino que estava dormindo lá no órgao começou a roncar... (e eu estava sem meus tampões, achei que não iria ter roncos nesta noite por estar num ambiente tão abençoado e com tão pouca gente)!!! A acústica da Igreja fazia com que o som do ronco se multiplicasse muitas vezes e fizesse eco!!! minha amiga vendo que eu não parava de me virar de um lado para o outro , falou para mim: ¨amiga...te proteges bem dentro do saco de dormir , pois tem um leão solto dentro desta igreja!!!¨ foi o que bastou para que eu começasse a rir sem parar... quanto mais eu ria , mais tinha vontade de rir (não conseguia parar de rir) ela começou a rir de mim... e não conseguíamos mais parar de rir! tínhamos que abafar nosso riso com nossas roupas por respeito aos peregrinos que estavam dormindo mais abaixo, e quanto mais tentávamos parar de rir , mais ríamos, choráva-mos de tanto rir... a barriga doia... Depois de muito tempo , conseguimos enfim parar de rir fazendo exercícios de respiração e escutamos que agora , tinha dois roncos diferentes fazendo eco lá dentro...como foi dificil parar de rir ...mais difícil foi dormir com isto tudo, mesmo porque a história não parou por aí , porque depois disto veio a vontade de ir ao banheiro , e aí foi uma história à parte , pois tivemos que atravessar no escuro e em silêncio toda a igreja , subir pelo coro , passar em frente aos peregrinos roncadores, entrar por um corredor , abrir portas , passar pelo quarto dos peregrinos e depois de mais um corredor e uns degraus nos quais tropeçamos , chegamos em fim ao banheiro ... isto tudo com muiiiito frio ...a volta foi igualmente cômica! quando deitei novamente tentei me concentrar naquele ambiente de muita energia e fiquei olhando para os lindos vitrais daquela igreja ,o teto com lindas esculturas em estilo Românico , agradecendo a sorte que tive de poder estar vivenciando uma experiência como esta , tentei de todas as maneiras não prestar atenção nos sons e consegui me esquentar (pois estava muito frio) e dormir.
Iniciei minha caminhada de hoje sem me sentir cansada. Isto é o que tem acontecido todos os dias. Apesar de nunca ter dormido bem , tenho estado muito disposta pela manhã.Estou agora em Belorado. Combinei com Estela de caminharmos à noite até a próxima cidade. Ela topou! a noite pelo visto estará muito bonita , pois não tem nenhuma nuvem no céu hoje. A lua estará ainda cheia e estaremos caminhando abaixo de um céu estrelado. Vou dormir agora ...sairemos depois do jantar. São 16:00 hrs agora , pretendemos sair por volta de 20:00.
22 de setembro de 2008




[Photo]
San Juan de Ortega

Hà dois dias caminho por lugares de muita plantação.Tenho parado em Vilarejos que não têm Internet. O caminho tem se mostrado para mim de uma forma cansativa demais. Tenho visto peregrinos desistirem , pegarem ônibus , tenho visto peregrinos doentes , lesionados , com muitas bolhas , tendinites , infecções de intestino etc.
Ontem fui premiada com mais duas companhias ... agora além dos dois Neoromas nos pés, tenho também duas bolhas caminhando comigo. Apesar de todo o cuidado que tenho , elas surgiram.
Não estou conseguindo me concentrar e lembrar o que aconteceu à dois dias atrás...ontem...acabei minha caminhada depois de um dia extremamente quente que me fez parar muitas vezes em baixo de alguma árvore para descansar ...numa destas descansadas peguei no sono...foi um sono muito profundo ...delicioso ...sem roncadores...recuperei minhas energias, é muito gostoso deitar em baixo das árvores e descansar. Parei numa cidade chamada San Juan de Ortega , e fiquei sabendo que justamente ontem iria ter um fenômeno que acontece somente duas vezes ao ano ; chama-se Equinócio: as 19:00 entra por uma janela da igreja um raio do sol e ilumina numa coluna a historia da virgem Maria esculpida nesta coluna , e depois segue até o crucifixo central iluminando o Cristo na cruz ...é muito emocionante.Tem a ver com a linha do Equador e a rotação da terra. Tive muita sorte de presenciar isto! (bem que os galos cantaram para mim informando que eu tenho sorte)...
Neste lugar, tive uma surpresa muito boa. Vi chegar um de meus amigos que havia deixado para trás(o Gnomo). Foi muito bom , não aguentava mais ficar sozinha. Ele havia feito 46 km aquele dia... Agora estamos em três , eu , ele e minha amiga Estela. Combinamos fazer as mesmas etapas para chegarmos juntos a Santiago... é muito bom caminhar sozinha , mas quando chegamos à um albergue e não temos ninguém conhecido , bate uma tristeza muito grande , o sentimento de solidão é cruel , tem me feito chorar bastante. Fomos jantar e comemorar com vinho o encontro.
Descobri uma maneira de prender meus tampões de ouvido para não perde-los durante a noite: coloco uma faixa na cabeça e assim eles não caem. Dormi um pouquinho melhor esta noite. Cheguei em Burgos e resolvi não ir para um Hotel como era minha intenção. Não quero me sentir sozinha. O espírito peregrino me pegou pra valer, já estou me acostumando aos desconfortos dos banhos , das camas , das lavagens de roupa ( que tenho que fazer todos os dias) quando chego nos Albergues. Tenho tido muita energia , o que está difícil é me concentrar para escrever, tenho tido muitas experiências durante minhas caminhadas , mas não estou conseguindo passa-las para vocês. Não consigo lembrar o que já contei ou não. Acho que tudo está se misturando em mim ; o cansaço , o caminho , as experiências , a convivência nos albergues...estes trechos de imensas plantações de trigo devem estar limpando minha cabeça , passo muito tempo caminhando e só escutando o barulho de meus passos e vendo a mesma paisagem... Hoje choveu , ao contrario de ontem que fez um calor muito forte , está muito frio. Burgos é uma cidade muito linda , mas caminhei por 9 km dentro da cidade seguindo as setas até chegar na Catedral onde fica o Albergue. Foi extremamente desgastante pois não estava mais acostumada com carros , pessoas , buzinas, fabricas...fiquei atordoada. As pessoas da cidade olham para mim com cara de curiosidade , no inicio me perturbou um pouco , depois não dei mais importância...as pessoas costumam tratar muito bem os peregrinos. O que eu quero mesmo é voltar a caminhar no silencio e na beleza da natureza. Vou agora conhecer a praça central de Burgos. Não consigo mais escrever , estão acabando os pensamentos!
22 de Setembro



Oi família! não se preocupem comigo! solidão , choro e tudo o mais , são coisas que preciso vivenciar!

Os Neoromas me incomodam todos os dias , então tenho que parar , tirar as botas , fazer massagem e aí vai... eles querem ser bem tratados.
As bolhas fazem parte do Caminho dos Peregrinos. Estou tratando bem delas e cuidando bastante para que não surjam outras.
Estou tomando todas as noites um relaxante muscular com antienflamatório para evitar futuras complicações. Realmente, a coisa não é moleza.

Hoje pela primeira vez senti medo! senti medo da cidade grande, do stress , da vida corrida. Andei 9 km pela cidade numa avenida enorme com varias pistas de cada lado, fiquei observando os empresários, funcionários, transeuntes ...com fisionomias preocupadas , olhares vagos pensativos. Fiquei a pensar na diferença de vida dos moradores das pequenas vilas por onde tenho passado. As pessoas ali estão em total estado de paz. Fazem o seu trabalho , vivem sempre dias iguais , não conhecem grandes centros...Tenho visto senhorinhas bem velhinhas , bem arrumadinhas indo para a missa ... que se passa nestas mentes? estão eles , o povo simples do campo mais evoluídos? com certeza sim ...não precisam correr atrás de tanto dinheiro para suprir necessidades materiais que levam as pessoas a quererem sempre mais! fico pensando que a vida é tão simples , precisa-se tão pouco para viver...um peregrino vivência isto...basta abrir mão um pouco das coisas superficiais , materiais. É difícil , quase impossível para nós que vivemos em grandes centros abdicarmos disto , pois é o que impõe nossa sociedade , mas a vivência que estou tendo aqui está me dando a segurança de que : se faltar , não importa!Enfim ...devemos dar muito valor às reuniões de família , estou com saudades dos churrascos de domingo. Morro de saudades de todos , saudades das minhas filhas e todos da família.
Acho que filosofei demais . Vou dormir . Escutar um pouco de roncos...já estou me acostumando com eles !!!
24 de Setembro de 2008


Fiquei contente ontem quando cedinho saí de Burgos e entrei novamente no caminho pelas trilhas da natureza. Apesar de Burgos ser uma cidade encantadora não tive vontade de ficar lá. Fiquei atordoada com o movimento , as pessoas , o barulho... O Caminho está me impondo as etapas que ele quer: ao caminhar 10 km cheguei numa cidadezinha bem pequena, TARDAJOS , então comecei sentir uma emoção muito grande pois comecei lembrar de meus antepassados. Deitei num banco em frente à uma igreja e Passou pela minha cabeça situações de vida de meus avós maternos , paternos, tataravós etc.
Estava muito gostoso , um sol fraco e um cansaço ainda controlável . Veio falar comigo uma senhora que cuida da igreja e me pediu se eu estava bem. Falei à ela que estava esperando a igreja abrir pois estava com muita vontade de conhece-la por dentro , falei também que não dormia direito à 15 dias e que estava lembrando muito de meus antepassados... O que ela me falou , eu gostaria de ter gravado...me disse que quando fazemos o Caminho em busca espiritual , nossos antepassados caminham conosco. De uma certa forma , limpamos alguns Karmas que passam de geração para geração , sofrimentos, doenças, aflições, vícios , personalidades ruins. Disse-me que alguns peregrinos por serem mais sensíveis (o meu caso) captam muita energia neste caminho e que é por isto que não tenho conseguido dormir e apesar disto tenho tido muita energia para caminhar. Disse-me que parei no lugar certo e que deveria ficar ali descansando. Pediu-me que andasse com os pés diretamente no chão ontem para descarregar um pouco desta energia. Abriu a igreja e disse para eu ficar ali dentro quanto tempo quisesse. Foi maravilhoso... a igreja construída no século XV , guardava ainda em perfeita conservação suas pinturas barrocas , seus altares todos esculpidos e talados em ouro. As imagens dos santos e anjos em arte Gótica. Perdi a noção do tempo. O que senti ali dentro é impossível de descrever em tão pouco tempo na frente de um computador.
Fiquei e dormi no albergue de peregrinos desta cidade. Consegui dormir um pouquinho mais ... cerca de 5 horas...já foi um grande avanço!Hoje caminhei 30 km para compensar a parada de ontem. Já consigo me sentir confortável no desconforto dos albergues...tudo isto faz parte do mesmo caminho...hoje vou dormir no chão , o bom é que tem um colchão!As belezas do Caminho continuam deslumbrantes , tenho vontade de tirar fotos o tempo todo. O outono chegou pra valer aqui na Espanha e o frio está bem forte.
Preciso parar de escrever agora para dar vez para outro peregrino.
24 de Setembro de 2008


Recados

Oi pessoal , tenho adorado receber seus comentários. Me levam para as nuvens de felicidade. Sinto muitas saudades de todos , até de minha cachorrinha Doly, pena que ela não pode me escrever.
Olá Cris Peregrina , o Jorge tem me enviado mensagens dizendo onde está todas as tardes. Ontem ele estava em Los Arcos. Parece que está bem. E você , quando vem? está preparada?
Olá Sergio Peregrino , não se preocupe , tudo vai dar certo. Esta tua insegurança passará assim que pisares no caminho. Venha , não desista. Nada de medos! ok?
25 de Setembro de 2008



O Caminho de Santiago não é só choro , dores , desconfortos, emoções , reflexões... é também muito divertido , muito risos , brincadeiras ...Ontem voltei a encontrar meus amigos novamente pois acabei caminhando uma etapa e meia . E é muito bom ter amigos neste caminho ... tenho um amigo em especial que merece ser comentado : é um alemão que fala bem o inglês , mas com um sotaque tão forte de alemão que não tenho condição de entender o que ele fala!...aqui viramos um pouco poliglotas , flui todo o aprendizado que tivemos e acabamos falando um pouco de vários idiomas e misturamos tudo também...! tenho me comunicado em inglês , e portunhol ... !!! mas este meu amigo é muito engraçado , ele me fez rir o dia inteiro. Imaginem vocês que ele levou alguns kilometros para fazer eu entender que ele, quando olha para o infinito e vê o céu azul misturado com as nuvens , atrás das montanhas, fica imaginando que está numa praia! eu acho que eles dão uma importância diferente para praia , pois é muito longe de onde ele mora! Depois ele imaginava uma montanha sendo um bolo e o melhor da história vem aí: o céu estava nublado e as vezes abria-se um pedacinho de céu azul , então ele fazia mímicas e tentava dizer que era um extraterrestre bem grande que estava lá em cima olhando os peregrinos passarem para escolher qual deles iria ser seu jantar (rsrsrs) . Aqui na Espanha nos altos das montanhas é muito comum vermos muitos Papa-Ventos enormes , pois eles fabricam eletrecidade com a força dos ventos (energia eólica), então volta e meia vemos muitos destes papaventos bem próximos e depois eles vão ficando bem distantes , então ele fica falando para mim que são fantasmas do mal vindo atrás de uma peregrina loira e se esta peregrina reclamar que está cansada eles papam ela (pelo menos é isso que entendo...) e aí eu me parto de rir!!! pessoal , eu não estou louca não , acho que o Caminho está libertando nossa criança interior...este amigo se parece com um Gnomo por causa da touca que ele usa e tentei explicar para ele , só que cada vez que chamo ele de Gnomo , ele pensa que estou dizendo que os "Etes" vão levar a touca dele e aí ele fica se escondendo...isto foi só uma amostra do que acontece por aqui. Tudo isto faz parte do famoso Caminho. Já estou tão integrada nele que nem ligo mais se durmo no chão ou não , se a água do banho está fria...mas ainda estou me degladiando com os tampões de ouvido. tenho só um agora , perdi definitivamente 3 deles. Esta noite tive que levantar no escuro e procurar, sem fazer barulho, um pouquinho de algodão dentro da minha mochila para tapar o outro ouvido. Tenho tanta coisa para dizer , mas o tempo acabou...
25 de Setembro de 2008

Recados

Estou adorando ler nos comentários que estão gostando de ler o que tenho escrito ! obrigada , Gracias , Thank you , Arigato, Mercy e por aí vai...estou virando Poliglota!!!Não sei como têm saído meus relatos , não disponho de tempo para correções, concordâncias de frases e coisas assim... tentem entender do jeito que dá ... tá bom? não tenho tempo de responder a cada comentário mas tenho tido muito estímulo para continuar escrevendo para vocês , o que não está fácil , pois como já falei , minha cabeça está ficando meio vazia , a concentração está muito difícil e chego a esquecer o que vi e o que aconteceu pela manhã. Estou morrendo de saudades... queria todos aqui comigo!!!
Karininha , penso em você todos os dias , na sua viagem! que diferença hem? você assistindo os shows em New York e eu aqui dormindo em Albergues escutando roncos.Um beijo filhinha ... te amo muito! um beijo para o Felipe
Marininha minha querida , penso muito em você no caminho...sinto falta de você ! tenho visto cachorros e gatinhos pelo caminho e não deixo de pensar na maneira carinhosa que você trata os cachorrinhos do seu Pet.Te amo muito! Um beijo p. o Adriano.
30 de Setembro de 2008



[Photo]
Os dias têm se apresentado para mim com experiências intensas. Está cada vez mais difícil a comunicaçao pois tenho preferido ficar em vilarejos bem pequenos, lá vivencio mais o Caminho e é muito comum nao ter Internet! Apesar de estar acompanhada de 4 bolhas nos pés tenho vivenciado momentos incríveis durante meus dias...chego a esquecer que elas existem! Tenho caminhado por lugares com imensas plantaçoes de trigo; nesta época o trigo já foi colhido, o que sobra forma um espetáculo diferente pois os talos amarelos sao colhidos amarrados em enormes faixos retangulares, empilhados um sobre o outro fazendo com isto enormes montes...este feno servirá para os animais se alimentarem por todo o inverno por causa da neve.
Tenho descansado na sombra destes faixos , é muito gostoso ; me abrigo do sol forte da tarde já que árvores é meio difícil encontrar no meio destas planícies!
Tenho visto também extensas plantações de girassóis que nesta época do ano já estão ficando velhos. As planícies são tão extensas que formam um círculo completo unindo-se com as linhas do horizonte. Não existem montes , montanhas , árvores que atrapalhem esta vista. E é em meio à esta paisagem que tenho visto o nascer do sol nos ultimos dias ! é um espetáculo deslumbrante...um dia , cheguei a entrar e caminhar no meio dos trigais ; a sensação foi deliciosa. O por do sol que vi uma noite destas foi o mais lindo que vi na vida. Uma linha no horizonte imensa formando um meio circulo em torno de mim me mostrando um grandioso espetáculo em tons vermelhos. É dificil controlar a emoção nestes momentos...fico parada ...contemplando e relfletindo sobre a grandeza deste universo...as estrelas se mostrando num céu limpo de outono me fazem entender que a vida não se resume somente à este chão que estou pisando!
Visualizo então o Caminho de Santiago começando por uma Grande Porta, à qual cada peregrino abre quando sai de seus países para entrar neste outro mundo...um mundo de outra dimensão do espírito que proporciona a cada peregrino um caminho diferente...uma experiência diferente! nenhum peregrino consegue caminhar seguindo sua programação pré definida, aqui , quem manda é o Caminho!!! Um caminhar diferente para cada um , assim como é diferente a vida de cada um lá fora! Sabemos , nós os peregrinos , que terá também uma Grande Porta no final deste Caminho e teremos que abrir e ir para nossa vida novamente , levando toda uma grande bagagem , adquirida a cada minuto , dia, noite , a cada dor , a cada lágrima e a cada riso...bagagem que jamais perderemos pois estão guardadas dentro de nós mesmos!
Me encontrei neste caminho com meu espírito de criança , brincalhão... rio muito, caminho descontraída , brinco , canto , durmo embaixo das árvores e me espanto quando acordo e têm borboletas pousadas em mim!
Ñao me importo com o cansaço...reflito e percebo que o espírito de todos nós é assim , alegre , feliz... é o verdadeiro estado de ser e que no mundo lá fora ele fica escondido por causa das preocupações , das responsabilidades, stress!
Aqui, mesmo com todas as dores no corpo, o frio intenso todas as manhãs, o desconforto dos albergues , as subidas e descidas e as pedras do caminho, este meu espírito continua feliz! Temos também muitas pedras em nossas vidas lá fora, problemas , dores ... mas nao é preciso deixar o espìrito entristecer!!!
Tenho contemplado o nascer do sol todos os dias , pois o peregrino tem que levantar bem cedinho e deixar logo o albergue...tento captar a energia que o sol me fornece...sei que vou ter pela frente mais um dia...um lindo dia...não importa o frio que tenho passado , nem o vento gelado que me empurra para os lados tentando me tirar do caminho, nestas horas penso no calor que virá , e com ele um pouquinho de conforto! Ao entrar nas igrejas construidas nos seculos XII , XIII, XVI sempre em estilo Românico , fico deslumbrada com tanta beleza. As histórias sagradas são sempre contadas através de pinturas em estilo gótico e nos revelam o que se passou naquele tempo da crucificaçao de Cristo. Não tem como não se emocionar! Tenho visto altares grandiosos e lindos , no meio destes grandes altares talhados em ouro , a homenagem é feita para a Virgem Maria com seu menino nos braços ... o nosso menino...Ela protege este menino com um imenso olhar de amor! em seu redor em pinturas lindíssimas muito bem conservadas nos é contada a história deste Menino e a dor desta Mãe!... lá ao alto do altar está Ele... aquele menino que estava protegido no colo de sua mãe , está agora crucificado, e Ela , ajoelhada a seus pés transmitindo toda a sua dor... a dor de uma mãe que perde seu filho...! Fico parada ali , escutando as músicas gregorianas tocadas baixinho e pensando no amor que todas as mães têm por seus filhos ... o amor incondicional... o verdadeiro amor...!!! penso também na dor das mães que perderam seus filhos , nas mães que vêm seus filhos se perdendo se auto destruindo pelas drogas , sem nada poderem fazer! ( igual Maria) ... choro emocionada e sigo meu Caminho chocada com tudo isto! ... sou tirada deste estado quando encontro sempre em meu caminho , nos mais diversos lugares , meu amigo "Gnomo"(o alemão)sempre fazendo suas brincadeiras me pegando de surpresa , ou então fazendo um lanche num bar...seguimos então caminhando juntos por algum tempo e então começo novamente rir e brincar.
Assim é a vida lá fora também , sempre tem algum ¨Gnomo ¨para nos fazer rir , e também nós somos ¨Gnomos ¨para outras pessoas ... estes sao os amigos! Tenho certeza agora , que assim como haverá uma Porta para eu sair deste Caminho e voltar para vida , existira também uma Grande Porta que terei que abrir no fim de minha vida , e do outro lado existirá um outro mundo, uma outra dimensão de experiências e crescimento do espírito! hoje sei que sou espirito e que este espírito nao morre! Nao posso escrever algumas esperiências que tenho tido , pois além de eu nao ser escritora , nao disponho de tempo para explica-las adequadamente e não quero ser chamada Peregrina louca!! Por mais dores e pedras que se tenha pelo caminho , o espirito está ali dentro , quietinho , em Paz , feliz e alegre...basta permitir...
Estou passando por Leon hoje, aproveitei e parei para escrever, seguirei para uma outra cidadezinha à 4 km daqui. A catedral que acabei de conhecer é deslumbrante! sem palavras ... estou morrendo de fome ...vou comer antes de seguir a caminhada!!!
01 de Outubro de 2008


Hoje foi um dia muito difícil e cansativo para mim.
Me perdi...!!! foram quase 10 km a mais que tive que fazer! não sei o que fazer para prestar mais atenção nas setas de indicação... fico admirando a natureza , os passarinhos e esqueço das setas ...ontem , depois de ter passado por Leon e conhecido aquela lindíssima cidade , resolvi dormir numa cidadezinha próxima para que hoje a caminhada fosse mais ligth! ... tudo deu errado ... num determinado lugar , o caminho se dividia em dois e segundo meu mapa , eu optei pelo caminho do campo! este era de fato um caminho muito difícil , com muito pouca sinalização e pouco usado pelos peregrinos... não deu outra ,,, me perdi mesmo...andei...andei...andei,,, e tive que voltar para um Pueblo anterior ao que eu estava! isto já no final do dia. Meus pés doíam muito e então tirei minhas botas , pendurei na mochila e segui de chinelo os outros 5 km,,, foi assim que eu dei conta dos mais de 32 km que caminhei hoje...Em compensação , parei num Albergue pouco frequentado pelos peregrinos e tinha disponível um quarto somente com duas camas , mas como não tem peregrinos , este quarto ficou só para mim hoje (obaaaa) não vou me degladiar com meus amigos tampões de ouvido...nem acredito...esparramei todas as minhas coisas da mochila na cama e fiz uma bela organização! a hospitaleira fez um jantar para os peregrinos ...somente cinco... duas australianas , um coreano, uma alemã e um espanhol! o jantar foi muito calórico , sopa de entrada ,um prato de salada, um prato fundo cheio de batatas fritas e bisteca , imaginem eu (os que me conhecem) comendo um prato cheio de frituras ... só aqui mesmo! e sobremesa de abacaxi! já recolhi ,minhas roupas que lavei , lavo todos os dias (peregrino também trabalha) porque se não as lavo , não tenho roupas limpas para o dia seguinte(a coisa aqui não e fácil não) ainda bem que são roupas de tecido especial que secam super rápido... menos as meias... estas, sempre vão penduradas na mochila para secarem durante o dia! ...mochileiro é assim mesmo! vou dormir agora no meu quarto individual ! espero que hoje eu consiga dormir pela primeira vez! tenho que começar minha caminhada amanhã muito cedo para poder encontrar minha turma no final do dia... recuperar o prejuízo !!!(serão mais 30 km)Não tenho tido dor nas costas nem no corpo ...o Pilates me preparou muito bem...os Neuromas estão sendo uma incógnita para mim... faz três dias que eles não se manifestam! acho que estão em sono profundo vencidos pelo cansaço , ou então resolveram ser educados e deixaram a vez para as bolhas!!!Tenho que descansar porque daqui a dois dias começarei a subir Montanhas ...será muito bonito...
02 de Outubro de 2008


Apesar de toda a torcida organizada aí do Brasil para que enfim eu dormisse bem uma noite , não deu certo! Desta vez não foram os roncadores e sim meus pés! latejavam de dor! tenho melhorado meu tempo de sono...estou em 5 horas dormidas agora...melhor que antes...e levanto super bem disposta!
É impressionante a adrenalina que a maioria dos peregrinos têm quando acordam . A felicidade de iniciar a caminhada é muito grande. O pessoal já sai cantando pelas estradas ...parece um bando de malucos...incluindo eu! em contrapartida Têm outros peregrinos que estão depressivos e com um cansaço físico muito grande, se isolam , chegam nos albergues vão direto dormir...pensam em desistir. Outros estão iniciando nova fase da caminhada agora , pois pegaram um ónibus em Burgos para pularem estas etapas pelos campos de plantações e colinas que eu tenho gostado , mas para eles é um martírio...Aquilo que falei: cada um tem um Caminho!

A rotina nos albergues é assim:
Chego no Albergue quase morta! quando as vilas são um pouquinho maiores posso escolher entre dois ou mais albergues. Sempre prefiro os Albergues privados e não os Públicos (quando tem!!!) então apresento minha credencial de peregrina e eles fazem o registro. Aí começa a função! eles indicam minha cama (beliche) as vezes em cima , as vezes em baixo... e as vezes no chão!!! Estico meu saco de dormir sobre o colchão e forro o travesseiro. Pego minha necessaire e minhas roupas limpas e vou para a nova sessão , que é o banho! nunca sei se o banheiro é só para mulheres ou em conjunto , tipo vestiário de clube...se tem água quente...se são varias cabines de ducha ou se é uma só! quando acabo o banho tenho que enxugar o chão...sempre tem um balde com rodo! então vou lavar minhas roupas! todo o dia tenho que lavá-las ... ai ai! e quando tem Internet no Albergue , corro escrever para vocês...rapidinho!!! depois disto começa a parte boa!!! vamos os amigos que conseguiram sobreviver a mais esta etapa , conhecer o Vilarejo e tomar um café em mesinhas nas calçadas! então é aquele festival de idiomas e mímicas! Às sete horas vamos jantar , o Menu Peregrino e tomar vinho! quando terminamos o jantar voltamos para o Albergue e vamos nos organizar para dormir. Tem também neste meio tempo a sessão Curativos de Bolhas...todos tem alguma! o divertido é ver a chegada dos peregrinos nos albergues...aquele jeitinho de disfarçar que está mancando , mas não consegue!!! tem uns peregrinos que a cada passo chegam quase a se ajoelhar no chão...é muito engraçado...eu também estou nesta, de mancar... e dou rizada dos outros , e de mim mesma... rsrsrs .
As 22:00 hs as luzes são apagadas e boa noite ! é nesta hora que começa a sinfonia !!! As 6:00 hrs da manhã já acordo com o barulho de peregrinos se arrumando para mais um dia!!!

Vou ficar sem me comunicar com vocês por dois ou três dias , pois nestes próximos dias vou ficar em Vilarejos bem pequenos e dificilmente terá Internet!
Tem uma cordilheira linda na minha frente que começou a se mostrar no horizonte à dois dias atrás e agora ela está bem próxima. A partir de amanhã começarei a subir e depois de amanhã passarei a noite num lugar maravilhoso chamado Manjarim que fica no alto de uma montanha depois do famoso Monte del Erro , onde colocarei uma pedrinha que trouxe do Brasil e significa deixar ali tudo de ruim , errado, indesejável! este lugar é muito importante para o peregrino!
Recados

Olá Ana Paula Peregrina , obrigada pelas palavras e dicas de albergue! encontrei uma amiga sua fazendo um tabalho voluntário em Berciano . É a Carmen de Porto Alegre , aquela que foi para Curitiba e quebrou o braço! mandou um abração para você e Rossana . Tomamos chimarrão e conversamos muito.
Desculpem não estar repondendo os e-mails e comentários...é que não disponho de tempo!!! adoro todos vocês e tenho sempre no coração as palavras de incentivo.Hoje estou em Astorga... acho que faltam uns 300 km para chegar em Santiago...não tenho feito as contas ...me acho as vezes uma maluca...
Tchau...beijos
03 de Outubro de 2008



Estou numa cidade chamada Rabanal del Camino , aos pés das montanhas. O frio está terrível , mais ou menos 2 graus , mas a sensaçao térmica chega a ser muito menos de 0 graus por causa dos ventos gelados. Caminhei com o vento contrario a mim hoje , foi muito pesado. Amanhã subirei a montanha , o frio será muito mais forte. Terei que vestir todas as roupas que tenho (rsrsrs) a mochila ficará bem leve! só sobrará dentro da mochila o saco de dormir e a capa de chuva, se o frio apertar pra valer me enrolo no saco de dormir e continuo meu caminho.
Esta cidade em que estou é muito antiga , as construções das casas são feitas em pedras , ainda da época dos romanos. é uma cidade muito interessante , mesmo com o intenso frio saí caminhar por suas ruas desertas à fim de fotografar e conhecer esta misteriosa cidade que guarda muitas histórias. Acho que as pessoas aqui devem ser muito tristes , as casas como já disse são muito antigas e muito geladas. Pelo jeito a maioria delas tem calefação...ainda bem!!!
Hoje aconteceu um fato curioso quando saí do albergue da cidade de Astorga : um cachorro muito bonito , pastor alemão cor de mel , seguiu caminhando comigo por mais ou menos 6 km , depois ele sumiu . Foi muito divertido , ele corria em frente a mim , depois voltava , ia para os barrancos e voltava a caminhar em minha frente. Corria muito e quando voltava vinha em minha direção, eu até chguei a pensar que ele iria pular em mim e fazer eu cair no chão , mas na ultima hora ele desviava, ficava fazendo festa para mim! achei incrível...senti falta dele quando não o vi mais.
O albergue em que estou recebe os peregrinos com uma bebida bem quente tipo nossa cachaça , e agora estão fazendo fogo numa enorme lareira onde será servido o jantar! viram só? vida de peregrino é muito boa também.
06 de Outubro de 2008
A subida da montanha foi deslumbrante, o vento cessou , o sol apareceu e a geada estava branquinha na beirada do caminho.
A Cruz De Hierro foi um lugar onde depositei a pedrinha que trouxe do Brasil e pensei em muitas coisas! O caminho a partir daí mudou para mim, agora ele traz muita interiorização! Segui dois km a partir deste monte e cheguei num lugarejo chamado Manjarin. Existe ali somente um refúgio feito em pedras ainda dos tempos românicos e todo rodeado por montanhas! De repente senti emoção muito forte sem saber o porque não parava de chorar. Tive a certeza então que deveria ficar ali , passar a noite ali... serviram-me uma deliciosa sopa de batatas com legumes e pão, numa cozinha muito antiga , chão de pedras , uma mesa de madeira grossa com bancos muito antigos...ali dentro era escuro , mesmo durante o dia com velas acesas. Uma musica celta sempre tocando ao fundo provocava um clima de emoção mais forte! conheci o hospitaleiro , um senhor chamado Tomaz , altamente espiritualizado que logo ao olhar para mim falou que aquela emoção toda que estava sentindo era porque ali era o ponto mais forte de energia de todo o caminho e falou-me coisas incríveis a respeito de intuição , e energias! Mostrou-me uma pedra que tem na parte de traz deste refugio dizendo que eu deveria ficar ali pois era um ponto bastante energético ...era uma antena para o cosmos...! fiquei ali por algumas horas pois tinha o dia inteiro de tempo para aproveitar aquele lugar! dentro do pequeno refugio havia somente colchões para mais ou menos 14 peregrinos ... mas estávamos somente em 5 ... nenhum peregrino se atrevia a ficar ali naquele lugar , tão pobre ,tão geladoo e sem nenhum conforto... o chão era de pedra e lá dentro também era escuro porém calmo , silencioso ! havia uma lareira estilo fogão que ele acenderia à noite para cortar um pouco o frio. Não existe banheiro , nem duchas muito menos água quente! para se lavar tinha uma pequena bica com água gelada e o WC era feito de madeiras largas num barranco do outro lado da estrada, me fez lembrar a época de meus bisavós!!! assim passei meu dia , sentada na pedra , passando frio , me perguntando o que me fazia ficar ali e não querer ir para a frente num Puerto mais aconchegante! mal sabia o que iria me acontecer... Conheci Antonio , uma pessoa adorável , de um olhar puro e um coração do tamanho do mundo que me ensinou algumas coisas sobre o lugar , fui com ele levar comida para as galinhas e ajudei ele a esquentar o leite e a agua para fazer um delicioso café servido com bolachas para os peregrinos que ali passavam !O jantar foi servido naquele ambiente mágico e pobre ao mesmo tempo! sentamos em 8 pessoas em volta daquela mesa , com velas acesas e tomamos novamente aquela deliciosa sopa , bem picante , bem temperada servida com pão e vinho...após o jantar Tomaz pediu que eu o seguisse pois ele queria me mostrar um lugar ... ele estava com uma pequena lanterna na testa para iluminar o caminho e eu o segui por uma trilha muito estreita mais ou menos uns 100 metros pelo lado detrás do refúgio onde não tem acesso para os outros peregrinos. Não prestei atenção onde eu estava indo , apenas tentava entender o que ele me falava , pois o espanhol dele era fácil de entender , porém quando ele falava rápido eu perdia muita informação e estava sendo muito interessante...enfim chegamos numa tenda feita de uma espécie de bambu em formato de cone , estilo Celta ,ali, havia uma portinha bem pequena que tive que me abaixar para entrar! esta tenda tinha um diâmetro de 2 metros , ao centro um poste de madeira e em cima deste poste uma pedra de 4 kls cor de rosa ...isto vem a ser uma antena de conexão com a Virgem Madre Terra de infinito Amor! num dos lados havia um pequeno altar no chão com o retrato de Jesus e outros santos , algumas velas que ele acendeu ...do outro lado uma mesinha com vários livros e do outro lado uma cama com uma manta de lã. Ele me explicou o que significava tudo aquilo , acendeu mais algumas velas e disse-me que eu poderia ficar ali e se quisesse poderia dormir ali também...deixou-me a pequena lanterna e foi embora...fechei a porta e ali fiquei olhando , pensando , tentando sentir algo ... o frio começou piorar , agora eu estava ficando congelada... me enrolei na manta e sentada na cama olhando para tudo aquilo comecei entender muitas coisas sobre intuições, insaits , um entendimento que não sei transmitir , apenas entendi dentro de mim...sobre muitas coisas!!! uma experiência que jamais vou deixar de carregar comigo ! estou ainda entendendo coisas que senti ali dentro!!! eram três horas da madrugada quando senti necessidade de sair dali pois não aquentava mais o frio ...estava congelante! então apaguei o restinho das velas, do incenso e saí...fechei o cadeado da pequena porta e com a lanterna na testa tentei achar a trilha certa para voltar ao refugio , porém eram varias trilhas e perdi-me varias vezes , numa escuridão total , vendo no céu uma lua dourada e um manto de estrelas , fiquei andando através de trilhas que me levavam para os mais diversos lugares menos ao refúgio...depois de um tempo , parei concentrei-me naquele céu encantador e pedi a ajuda de São Thiago ...achei a trilha certa !!!Entrei no refugio muito quietinha para não acordar os outros peregrinos e deitei dentro de meu saco de dormir pensando em tudo aquilo que tinha me acontecido. Não conseguia me esquentar... dormi muito pouco por causa disto . Na manhã seguinte falei com Tomaz mais algum tempo e segui meu caminho! Estou sempre pensando , me interiorizando agora .
Creio que já vivi no caminho uma infância , uma adolescência e agora estou na vida adulta!!! estou me sentindo limpa interiormente , em profunda paz , feliz !!! continuei meu caminho pelas montanhas e parei num local em que Tomaz me mostrou ser um grande pássaro formado por montanhas que é visto do espaço ; consegui entender e visualizar o formato...deslumbrante!!!Estou agora à 200 km de Santiago ...estou mudada , os sentimentos dentro de mim não são os mesmos . Estou pensativa , quieta , concentrada no meu interior...caminho devagar ...
09 de Outubro de 2008
Muita chuva neste dia !!!Caminhei abaixo de chuva a partir de um Pueblo chamado Vilafranca del Bierzo! ao sair cedinho do albergue garoava um pouco , então começou a sessão "preparação para uma caminhada na chuva" eu só não imaginava que iria chover tanto mais tarde! chovia tanto ...mas tanto...que não tinha o que pudesse fazer para não ficar encharcada...com direito a trovoadas também! nem mesmo os peregrinos que se pareciam com astronautas de tanta roupa especial para chuva conseguiram sair secos desta caminhada! peguei um trecho de asfalto porque me convenceram a não subir um morro que havia pela frente porque seria muito perigoso resvalar para os precipícios por causa das pistas estreitas e das muitas subidas escorregadias! achei bom acatar os conselhos porque achei melhor caminhar junto com meus amigos neste dia... e eles me falaram que pretendiam chegar a Santiago e se eu quisesse chegar também seria bom não ir pela montanha!!! obedeci!!! Era muito engraçado porque havia no caminho uns viadutos e em baixo de cada um, sempre estavam alguns peregrinos agrupados parecendo um bando de pintinhos molhados!!!(rsrsr)Não tínhamos saída , o recurso era seguir em frente porque a chuva forte nos pegou no meio do caminho, tínhamos mais uns 8 km pela frente. Nunca vi tanta chuva em cima de mim...meus pés boiavam dentro de minhas botas , entrava água por tudo, a capa de chuva , a jaqueta de anorak , a mochila suavam com tanta água e tudo o que estava dentro da mochila ficou molhado também ! Um amigo peregrino teve a brilhante ideia de alugarmos uma casa em Vega del Valcarse ; nesta casa tinham 4 quartos , 4 banheiros , sala e cozinha! em cada peça havia um aparelho de calefação (quente! obaaa) . Foi uma disputa de cada cm destes aparelhos para pendurarmos tudo o que tínhamos...botas , roupas , meias , mochilas ...tudo molhado! mas no dia seguinte estava tudo sequinho . Nem acreditei quando vi nos banheiros toalhas de banho felpudas , cheirosas , lençóis nas camas , travesseiros , sabonetes nos banheiros...saímos todos no dia seguinte felizes e sequinhos ! e ao encontrá-los ontem no alto do Cebreiro , uma montanha muito alta que subimos ,( mas desta vez com bom tempo ) foi uma festa ..
O Cebreiro é um ponto muito importante para os peregrinos , pois sobe-se à uma altitude de 1.880 mtrs , lá em cima sente-se a diferença da atmosfera, as casas lá em cima são todas de pedras em estilo Celta , é realmente muito bonito, resolvemos festejar com um bom almoço as 14 horas , estava muito frio e a comida bem quente veio a calhar!!! peregrino não costuma almoçar , come o dia inteiro e janta à noite ! neste dia invertemos a ordem normal , tomamos muito vinho e continuamos a difícil caminhada ainda subindo, cantando e chutando todas as pedrinhas soltas que tinha pelo caminho!!! cada um cantava em seu idioma , virou uma bagunça ... com direito a buzinada !!!
O tempo melhorou muito hoje , estou melhorando de um pequeno resfriado que peguei na madrugada fria de Manjarim. Quero ver se chego em Samos ...cidade muito especial...continuo precisando de muita interiorização e estou apreendendo muito nestes últimos dias, a respeito de intuição! Parei agora em Triacastela só para escrever um pouquinho para vocês...vou fazer um lanche e seguir!
09 de Outubro de 2008


Recados:
Jorge Peregrino estou sem sinal em meu celular , por causa da chuva! acho que estragou,não consigo me comunicar com você, sei que estás aqui por perto!
Cris peregrina, lembro sempre de você, onde estarás?
Obrigada Nelson pelas mensagem.
Vernei, obrigada pela linda mensagem.
Cecilia querida , a Karine me deu o recado e li sua mensagem , obrigada. Estou impressionada com minha forma física!
Ricardo , tens caminhado com o grupo? vi que estás lendo meu blog, obrigada também.
Marilene minha grande amiga! boa viagem , que tudo dê certo. Aproveite!Depositei sua pedrinha na Cruz de Hierro.
Akemi! sua pedrinha também está lá! beijos para a turma da sopa ...para os nossos pobres !!!Marilda , meus Neoromas despertaram hoje de um sono profundo que se encontravam. Até achei que tinham desistido da caminhada , mas agora resolveram voltar a caminhar comigo! hoje estão incomodando bastante! beijos
Karine , Marina , estou morrendo de saudades! beijos ao Adriano e Felipe.
Oi Mãezinha , um beijão!
Osni , nem lembro que temos uma empresa! quer ela só para você? (rsrsr) fico por aqui...(rsrsr) Sandra ...beijos
Família toda ...beijos
Fuiiii...


11 de Outubro de 2008



Monastério de Samos
Muitos peregrinos iniciam suas caminhadas nos últimos 200km. Alguns seguem a pé sozinhos e outros preferem andar em grupos como turistas e deixam suas mochilas numa "Van" que se encarrega de leva-las até o albergue combinado. Acho uma excelente ideia para aqueles peregrinos que não gostam muito de caminhar e querem conhecer um pouquinho o caminho de Santiago de Compostela.
Tenho visto também peregrinos mais velhos fazerem isto ...é muito bom conversar com eles! Por causa disto o numero de peregrinos aumentou nos últimos 200 km , já tenho visto gente nova no pedaço!!! Ontem parei num pequeno refugio chamado Barbadelos , fica mais ou menos a 110 km de Santiago. Agora , a cada Km existe uma coluna feita de cimento com o emblema da Vinheda e mostrando quantos km faltam para a chegada . Isto tem me deixado melancólica ...tenho percebido que já estou sentindo saudades de tudo isto...as marcações me lembram que o final de minha caminhada está cada vez mais próximo...e isto está me assustando...então observo a natureza e as montanhas e sinto saudades de cada passo e cada metro que ficam para traz! ...acho que já é uma despedida...estou descendo as ultimas montanhas !
Antes de ontem fiquei em Samos! Espetacular !!! existe lá um monastério muito grande construído pelos romanos. Fiz uma visita com guia pelo seu interior; o que vi ali é indescritível...pinturas nas imensas sacadas e corredores muito largos , contam a história daquela época. Ali vivem em Clausura Freis Beneditinos que cantaram músicas gregorianas na celebração de uma missa que assisti...estas músicas intercaladas às vezes pelo silêncio e às vezes pelo som de um órgão no interior da igreja imensa permitia uma acústica enorme e fazia com que os peregrinos que ali estavam ficassem emocionados! ...fechei meus olhos e pedi a Deus que conservasse em minha memória pelo menos um pouco da impressionante beleza daqueles sons! Em várias igrejas que conheci é mostrada a imagem do apóstolo Thiago , sempre vestido como peregrino com seu cajado e sua vinheda (concha) , porém neste monastério em pinturas muito bem conservadas pelos anos , é contada a história da decaptação dele e como foi encontrado. Os pátios internos deste monastério possuem uma quietude e uma energia magnífica.
Dormi num albergue ao lado deste monastério e continuo a me degladear com os tampões de ouvido que por sinal ganhei de presente mais um par deles!!!Tenho estado muito cansada nestes dois últimos dias ...acho que a subida do Cebreiro , depois do dia de chuva me afetaram. Achei melhor desistir de ir a Finisterre depois de chegar em Santiago para poder caminhar um pouco menos por dia.
Estou hoje a 90 km de Santiago e pretendo chegar lá dia 15 pois dia 16 jà começa o meu retorno para o Brasil! tenho muitas saudades da minha família , amigos , trabalho...mas estou um pouco insegura com o retorno! não quero pensar muito nisto agora... Vou conhecer esta linda cidade em que estou...tenho falado muito do Brasil para os outros peregrinos , eles gostam de saber falar palavras brasileira como: obrigada ou obrigado , tchau , porque , bonita...é isto que eles falam quando me encontram!!! falo muito das praias brasileiras ...pois para muitos deles é muito difícil ir à uma praia...por isto que costumam seguir o caminho após chegarem em Santiago até Finisterre , pois é uma praia e fica a 90 km de Santiago...alguns amigos meus que têm mais tempo irão à pé! (loucos rsrsrs)...
12 de Outubro de 2008


Estou num lugar inesquecível agora , PALAS DE REI , à 72 km de Santiago de Compostela . Este lugar é um albergue de peregrinos e tem junto um bar com restaurante enfeitado com as bandeiras de todos os países ! está tocando músicas muito alegres , estilo caribenhas...as amizades estão cada vez mais fortes e a sensação próxima de despedida faz com que queiramos ficar todos juntos. Como faz parte da rotina dos peregrinos estamos tomando o delicioso vinho espanhol e neste lugar por causa das músicas , estamos dançando...parei um pouco porque liberou a Internet mas os amigos estão reclamando minha ausência! hoje a caminhada foi de 28 km , o cansaço está cada vez maior , mas a adrenalina é muito grande . Já pela manhã a sensação de felicidade e alegria é imensa...pelo menos para mim!!! tenho visto peregrinos de uma certa forma insatisfeitos com o caminho...geralmente os que começaram a caminhada em Leon e o que eles querem é chegar em Santiago...que pena...tenho vontade de fazê-los parar e enxergar em volta...o caminho esta bem ali , aos olhos deles e eles não enxergam...
Um dia li num cartaz uma frase assim: O CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO e é a verdade...cada peregrino faz o seu caminho!
Tem Duas palavras que jamais esquecerei " BUEN CAMINO " , são as palavras que mais escuto e mais falo...costumo escuta-las desde cedinho quando saio do albergue , quando passo pelas ruas dos vilarejos , durante o caminho ...é incrível a força destas palavras...são pronunciadas sempre em Espanhol por pessoas de vários países com os mais diferentes sotaques ...as pessoas que vivem nestes vilarejos e cidades cumprimentam e tratam muito bem os peregrinos!
As setas amarelas pintadas em calçadas, muros , árvores, postes estão sempre nos indicando a direção certa...Que saudades vou sentir...
Desde o inicio da caminhada ensinei para amigos peregrinos desde o casal de brasileiros e outros mais, uma musiquinha que aprendi com os índios ,é assim:
Um passito , um passito más...
Um passito , um passito más...
Vena cá grande espirito...
Vena cá...
Um passito ...
Um passito más...
repete-se varias vezes , como um mantra! é adorável cantá-la e escutá-la...todos os meus amigos estão cantando esta musica , fico até emocionada !!!
ops...não consigo mais escrever , a festa aqui está muito boa...vou entrar na dança!!!Tchau...tchau...